Morre padre Ticão, liderança religiosa e social na zona leste, aos 68 anos

Morre padre Ticão, liderança religiosa e social na zona leste, aos 68 anos

2 de janeiro de 2021 Uncategorized 0

SÃO PAULO – Morreu na noite desta sexta-feira, 1, o padre Antonio Luiz Marchioni, conhecido como Padre Ticão, aos 68 anos. Liderança religiosa e social na zona leste de São Paulo, era pároco da Paróquia de São Francisco de Assis, em Ermelino Matarazzo, desde 1982.

Com forte atuação nos movimentos de moradia, nos últimos anos assumiu a defesa pelo uso medicinal da cannabis, atraindo críticas de braços mais conservadores da igreja e até ameaças. Do amigo Dom Angélico Sandalo Bernardino, bispo emérito de Blumenau, que atuou durante quase todo o sacerdócio em São Paulo, recebeu o apelido de “trator de Deus”, pela coragem e determinação com as quais encarava suas causas.

Sua morte foi lamentada tanto por líderes petistas quanto tucanos. Nas redes sociais, houve manifestações desde a noite de sexta de políticos como o prefeito Bruno Covas (PSDB) e os ex-prefeitos Luiza Erundina (PSOL) e Fernando Haddad (PT), entre outros mais alinhados com a esquerda.

“2021 começa com triste notícia do falecimento do Padre Ticão. Grande defensor da população mais carente da Zona Leste de São Paulo. Um guerreiro na luta pela diminuição das desigualdades sociais. Descanse em paz”, publicou Covas em sua conta no Instagram.

“Todas(os) nós choramos sua partida repentina, sem avisar, o que nos deixa órfãos. Partiu o incansável ‘Guerreiro de Deus’ que viveu sua breve existência a serviço dos pobres da zona leste, como um ardoroso e fiel pastor da Igreja dos pobres. Vá em paz, meu irmão”, escreveu Erundina no Twitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *